Cultura

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SANTO AMARO

By 12 de dezembro de 2019 No Comments

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA

Um Ícone Histórico de Santo Amaro

J.PERALT

     Local: Centro Cultural de Santo Amaro.

Espaço Prestes Maia.

Data: 08/12/2019.

O evento deu início à Semana da Santa Casa que transcorre de 08 a 15 de Dezembro.

Dia 08/12 – Marca o Dia da Inauguração, em 1899 – Dia da Imaculada Conceição

Dia 15/12 – Marca o dia da Fundação da Sociedade Beneficente Imaculada Conceição

 

Santa Casa, Um Ícone Histórico de Santo Amaro

  1. Exposição de Quadros Fotográficos

 

A celebração da Semana da nossa Santa Casa teve início com uma bela exposição

de fotografias da Santa Casa de Santo Amaro, além de fotos de outros ícones pertinentes, tais como um quadro belíssimo de Na.  Sra. da Misericórdia, fotografado na Santa Casa de Viseu, Portugal.

Estamos celebrando 124 anos de grandes serviços à comunidade santamarense, onde se trataram e se recuperaram muitos milhões de vidas, ao longo dos 124 anos.

Faltaram alguns quadros programados que serão acrescentados a seu tempo.

A exposição foi preparada para ser uma exposição itinerante, passando por outros espaços importantes da região, a partir de janeiro de 2020.

O Sr. Roberto Magno Pereira, Provedor da Santa Casa, com sua esposa Renata e filho Tiago, nos honraram com a sua presença, na abertura da exposição.

Celebramos o dia 08 de Dezembro, dia Mundial da Imaculada Conceição.

 

  1. 124 Anos da Santa Casa, a Serviço do Povo.

Em Palestra especial para o evento, o Profº Dr. José Jorge Peralta lembrou alguns

Elementos básicos da história das Santas Casas. Damos, a seguir alguns tópicos de sua fala:

 

A rainha do dia foi a Santa Casa de Misericórdia de Santo Amaro.

As associações culturais, Edubraz e Hilasa – Instituto Histórico, com o apoio da Santa Casa, organizaram uma bela e informativa exposição de quadros fotográficos, que realçam a grande e nobre missão das Santas Casas de Misericórdia, com um destacado, benemérito e inesquecível nome mundial, que nos vem de Portugal, onde ela teve origem.

 

As Santas Casas de Misericórdia espalharam-se rapidamente pelo mundo, por trazer soluções de saúde pública.

Deixaram, por toda a parte, um rasto de solidariedade e de bem-querer.

Ao tratar das carências de toda a gente, carências ou doenças físicas, psíquicas ou espirituais, em tempo onde a doença era quase um mal sem solução e quase sem esperança, as Santas Casas levaram alento e generosidade pelas terras mais longínquas dos cinco Continentes. Uma obra hercúlea, quase sem igual na história.

Tarefa admirável, dos operários da saúde e do bem-estar!

Levou saúde física e mental a milhões de causas perdidas, por falta de recursos e de perspectivas.

Além do hospital, atendia às quatorze (14) Obras de Misericórdia, que são a síntese do Evangelho.

 

As Santas Casas, que de Portugal partiam, levaram esperança e saúde e generosidade ao mundo inteiro.

Nascido em Lisboa, o modelo e o ideal das Santas Casas rapidamente se implantou pelo mundo inteiro, nos cinco Continentes.

A primeira e modelar Santa Casa de Misericórdia nasceu e consolidou-se em Lisboa, por obra e graça de D. Leonor, esposa do Rei D. João II, o homem que organizou o memorável projeto dos Descobrimentos das terras de além-mar.

Morto D. João II, D. Manuel, o Venturoso, continuou o apoio total e entusiasta do projeto das Santas Casas, que rapidamente se espalharam, por todo o Portugal e pelo mundo.

A Santa Casa de Misericórdia de Santo Amaro, foi criada, com a aprovação da Sociedade Beneficente Imaculada Conceição em 15/12/1895. O prédio foi inaugurado em 08/12/1899.

As pessoas que mais de destacaram neste empreendimento foi Carlos da Silva Araújo, idealizador e 1º Provedor,   Dona Benta Bernardina Vieira de Moraes – Doadora do terreno para a construção e João Dias de Oliveira 2º Provedor e 1º Tesoureiro.

Ao Brasil, chegaram, com a esquadra de Martim Afonso de Sousa, na pessoa de Brás Cubas: Ele criou a primeira Santa Casa, em Santos, em 1543.

Outros dizem que a primeira Santa Casa no Brasil foi feita em Porto Seguro.

A partir dessa data, as Santas Casas de Misericórdia não cessaram de se multiplicar, pelo Brasil, de Norte a Sul.

Diz o venerável Pe. Antônio Vieira, por volta de 1660, que as Santas Casas já estavam por todo o Brasil, cuidado da saúde da população.

As Santas Casas acompanharam, par a par, o desenvolvimento do Brasil.

No entanto a história não soube, ainda dar o verdadeiro valor à Ação das Santas Casas na história do Brasil.

Penso que o modelo “ Santa Casa de Misericórdia” há muito deveria ser declarada pela UNESCO, como Patrimônio Imaterial da Humanidade.

 

     3– O pré-lançamento do Livro Romagem por Santo Amaro aconteceu junto com a Exposição de Quadros Fotográficos, pelo fato de conter um amplo Capítulo sobre a nossa Santa Casa de Misericórdia.

O lançamento do livro marcou o encontro de grandes amigos, num momento de cultura e alegria.

O grande evento constou de três partes:

1- Abertura da Exposição de Quadros Fotográficos: Santa Casa de Santo Amaro – Um Ícone Histórico-Cultural.

2- Palestra Profº José Jorge Peralta sobre: Santa Casa de Santo Amaro, Um Ícone Memorável. Com debates.

3- Pré Lançamento do Livro: Romagem por Santo Amaro

4- Coquetel de Confraternização, acompanhado pelo Violinista Robson com Música ao Vivo!

 

Leave a Reply